A RESERVA DO POSSÍVEL E A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA COMO FONTE DE NÃO RETROCESSO SOCIAL

Alvaro dos Santos Maciel, Natasha Brasileiro de Souza

Resumo


O artigo percorre um viés filosófico e doutrinário com enfoque crítico e direcionado à temática abordada. Demonstra o desenvolvimento do Estado Social e a questão das políticas públicas praticadas Poderes Legislativo e Executivo e que por vezes sofrem intervenção do Poder Judiciário como medida de se garantir o Estado Democrático de Direito. O objetivo é propor análise do princípio da reserva do possível em consonância com a dignidade da pessoa humana enquanto direito constitucional e ainda, tangenciar a respeito do princípio do não retrocesso social. A problemática é atual, haja vista que os direitos fundamentais, principalmente os sociais, por vezes têm sido tolhidos à população. É apresentada a necessidade de intervenção eficaz do Judiciário para buscar soluções de acordo com o caso concreto além de promover análise efetiva do problema sob pena de retrocesso social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.