LA EMERGENCIA DE LA ÉLITE EVANGÉLICA EN EL ACTUAL PROCESO DEMOCRÁTICO DE BRASIL

  • Dirceu André Gerardi PUCRS/Miembro del Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia (CBPD)
  • Fran Espinoza UNIT. Aracaju. Sergipe
Palavras-chave: Elite, Evangélicos, Partidos Políticos, Democracia, Brasil

Resumo

En la actual democracia brasileña, así como en otras sociedades modernas, las fronteras entre la religión y la política no son claras o fijas, ellas extrapolan los campos (Dantas, 2011). El objetivo del presente trabajo es analizar la emergencia de élite evangélica en Brasil, para eso se identificará el perfil de los candidatos y electos a diputados que en el momento de la inscripción informaron al Tribunal Superior Electoral (TSE) nombres asociados a la posición ejercida en iglesias evangélicas, como los pastores(as) y bispos(as), presbíteros, reverendos, apóstoles(as), misioneros y hermanos(as). El estudio analizará las principales características sociales de los candidatos y los elegidos para diputado federal entre las elecciones de 1998 y 2014. Se busca identificar por cuales partidos se candidatean y qué tipo de perfil poseen. El estudio pretende comprobar las siguientes hipótesis: i) los evangélicos que lanzaron candidaturas para concurrir a cargos de diputado federal presentan perfil educacional bajo y se concentran en partidos políticos de derecha; y ii) los evangélicos que poseen carrera electiva anterior a la candidatura presentan mayores oportunidades de ser elegidos. La mayoría de las candidaturas de evangélicos ocurre en los partidos de derecha y tienen la educación media. Los pastores y bispos con carrera electiva anterior tienen más probabilidades de ser elegidos.

Biografia do Autor

Dirceu André Gerardi, PUCRS/Miembro del Centro Brasileiro de Pesquisas em Democracia (CBPD)

Dirceu André Gerardi:

Es cientista político, PhD en Ciencias Sociales por la Pontificia Universidad Católica de Rio Grande do Sul. Realizó parte de su doctorado en la University of Pittsburgh, a través de doctorado sándwich. És investigador en el Proyecto Temático Religión, derecho y secularismo: la reconfiguración del repertorio cívico en el Brasil contemporáneo, financiado por la FAPESP, realizado junto al Cebrap y coordinado por Paula Montero.Email: andregerardi3@hotmail.com

Fran Espinoza, UNIT. Aracaju. Sergipe
FRAN ESPINOZA é Doutor em Estudos Internacionais e Interculturais (menção Internacional), Universidade de Deusto, 2013, Sobresaliente (Espanha), Doutor em Direito, reconhecido pela Universidade Federal do Ceará, UFC, 2017(Brasil). Pós-doutorado em políticas públicas na Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2014-2018 (Brasil). Mestre em Estudos Internacionais de Paz, Conflito e Desenvolvimento pela la Universidade Jaume I, 2008 (Espanha). È cientistia político, Universidade Rafael Landívar (Guatemala). É membro do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira e Observatório de Elites Políticas e Sociais do Brasil, UFPR. Membro titular de FLACSO-Espanha. Foi pesquisador da Cátedra UNESCO-América Latina na Universidade de Deusto, e pesquisador no Instituto de Direitos Humanos Pedro Arrupe, UD. Foi premiado com uma posição de pesquisador júnior por um ano (2011-2012), no Centro de Estudos Sociais, CES - Universidade de Coimbra (Portugal) no âmbito: "Marie Curie Action Initial Training Network SPBuild". Foi professor visitante/palestrante em diferentes universidades: Alemanha, Bélgica, Brasil, Bolívia, Guatemala , Espanha, Portugal, Nicarágua e Itália. É observador internacional nas missões de observação eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA) na Venezuela , Equador, Guatemala e Bolívia. Atualmente, dedica-se ao estudo das políticas públicas, direitos humanos na América Latina, escravidão contemporânea e elites na América Latina. É professor titular do Mestrado em Direitos Humanos - Universidade Tiradentes, UNIT, Aracaju, Sergipe. E-mail: espinoza.fran@gmail.com Site https://deusto.academia.edu/FranEspinoza 

Referências

ALESSIO, N.; LOPES, I. M. M. Transformação Política ao Nível do Poder Local - estudo de caso (Caxias) - relatório preliminar. Revista de Ciência Política, v. 5, n. 4, p. 43–88, 1971.

BARRETO, A. Reeleição parlamentar: reflexões metodológicas e análise do caso da Câmara de Vereadores de Pelotas (1976-2004).Opinião Pública, 2008.

BOLOGNESI, B. Caminhos para o poder: a seleção de candidatos a Deputado Federal nas eleições de 2010. [s.l: s.n.].

BOLOGNESI, B.; MEDEIROS, P. L. Aspectos motivacionais do recrutamento político: um estudo inicial dos candidatos a deputado federal no Brasil (2010). Paraná Eleitoral: revista de direito eleitoral e ciência politica, v. No prelo., p. 99–124, 2014.

BRAGA, M. DO S. S.; VEIGA, L. F.; MIRÍADE, A. Recrutamento e perfil dos candidatos e dos eleitos à Câmara dos Deputados nas eleições de 2006Revista Brasileira de Ciências Sociais, 2009.

BURITY, J. A. Religião e Política na Fronteira: Desinstitucionalização e Deslocamento numa Relação Historicamente Polêmica. Revista de Estudos da Religião, n. 4, p. 27–45, 2001.

CODATO, A.; COSTA, L. D.; MASSIMO, L. Régimen político y reclutamiento parlamentario en Brasil: perfil de los senadores en la democracia y la dictadura. 2o Reunión Internacional sobre Formación de las Elites, E-Book. p. 26, 2013.

___. Classificando ocupações prévias à entrada na política: uma discussão metodológica e um teste empírico. Opinião Pública, v. 20, n. 3, p. 346–362, dez. 2014.

CORADINI, O. L. Representação política e de interesses: bases associativas dos deputados federais de 1999-2007Sociedade e Estado, 2011.

COSTA, L. D. Composição sócio-ocupacional dos senadores brasileiros: testando algumas hipóteses sobre o Congresso Nacional (1987-2007). [s.l.] Dissertação (Mestrado) UNICAMP, 2010.

COSTA, L. D.; CODATO, A. Profissionalização ou popularização da classe política brasileira? Um perfil dos senadores da República. [s.l.] Editora da Ufrgs, 2013.

COSTA, L. D.; CODATO, A.; MASSIMO, L. Codificando profissões em estudos de elites políticas: uma discussão metodológica e tipológicaElites em diferentes escalas: teoria e metodologia no estudo de grupos dirigentes. Curitiba: NUSP/UFPR, 2013.

COSTA, P. R. N.; COSTA, L. D.; NUNES, W. Os senadores-empresários: recrutamento, carreira e partidos políticos dos empresários no Senado brasileiro (1986-2010). Revista Brasileira de Ciência Política, n. 14, p. 227–253, maio 2014.

DANTAS, B. S. DO A. Religião e Política: ideologia e ação da “Bancada Evangélica” na Câmara Federal. [s.l.] PUCSP, 2011.

DIAP. Radiografia do Novo Congresso: Legislatura 2011-2015. Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, v. 5, p. 118, 2010.

___. Radiografia do Novo Congresso: Legislatura 2015-2019. Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, v. 6, p. 164, 2014.

ESPINOZA, F.. "Una propuesta para el análisis de las nuevas élites latinoamericanas. Revista REBELA, v.5, p. 168-178, n.1. jan./mar, 2015.

FERNANDES, R. C. Novo nascimento: os evangélicos em casa, na Igreja e na política. Rio de Janeiro: MAUAD, 1998.

FLEISCHER, D. O recrutamento político em Minas 1890 1918: análise dos antecedentes sociais e das carreiras políticas de 151 deputados federais. Belo Horizonte: Edição da Revista brasileira de estudos políticos Imprensa da Universidade federal de Minas Gerais, 1971.

FORJAZ, M. C. S. Os deputados de São Paulo: trajetória social e política. Revista de Administração de Empresas, v. 25, n. 3, p. 49–56, 1985.

GERARDI, D. A. Evangelical parliamentarians in Brazil: the profile of candidates and elected to federal deputy (1998-2014). Ther Observatory of Social Elites And Political Elites of Brazil, v. 3, n. 14, p. 1–18, 2016.

GRILL, I. G. “Elites”, “profissionais” e “lideranças” na política: esboço de uma agenda de pesquisas. Ciências Humanas em Revista, v. 4, p. 71–90, 2006.

HAZAN, R. Y.; RAHAT, G. Candidate Selection Methods: An Analytical Framework. Party Politics, v. 7, p. 297–322, 2001.

IZUMI, M. Padrão de carreira dos senadores brasileiros (1989-2008). Trabalho apresentado no VII Encontro da Associação Brasileria de Ciencia Política, 2010.

KRAUSE, S.; DANTAS, H.; MIGUEL, L. F. (ORGS. ). Coligações Partidárias na Nova Democracia Brasileira: Perfis e Tendências. São Paulo: São Paulo Editora Unesp; Rio de Janeiro, Fundação Konrad Adenauer., 2010.

KRAUSE, S.; MACHADO, C.; MIGUEL, L. F. (ORGS. ). Coligações e disputas eleitorais na Nova República: Aportes teórico-metodológicos, tendências e estudos de caso. São Paulo: Editora Unesp, 2016.

KRAUSE, S.; SCHMITT, R. Partidos e coligações eleitorais no Brasil. 2005.

LAMOUNIER, Bolívar A. Opção Parlamentarista, São Paulo, Sumaré-IDESP. 1991.

LEONI, E. Ideologia, democracia e comportamento parlamentar: a Câmara dos Deputados (1991-1998)Dados, 2002.

LIMA, R. N. DE. Vereadores eleitos deputados no RS nas eleições 2002 , 2006 e 2010 : uma análise de carreiras políticas e perfil socioeconomico. 2010.

LIMA, R. N. DE; BARRETO, A. A carreira de vereador ea ambição progressiva: análise a partir do caso do Rio Grande do Sul (2002-2010). Pensamento Plural, n. 12, p. 91–115, 2014.

MANCUSO, W. P. et al. Determinantes dos padrões de carreira política dos deputados federais paulistas entre as legislaturas 49a (1991-1995) e 53a (2007-2011). Opinião Pública, v. 19, p. 430–448, 2013.

MARENCO DOS SANTOS, A. Não se fazem mais oligarquias como antigamente: recrutamento parlamentar, experiência política e vínculos partidários entre deputados brasileiros. [s.l.] UFRGS, 2000.

___. Experiência política e liderança legislativa na Câmara dos Deputados. Novos Estudos CEBRAP, p. 153–171, 2001.

MARIANO, R. Efeitos da secularização do Estado, do pluralismo e do mercado religiosos sobre as igrejas pentecostais. Civitas-Revista de Ciências Sociais, 2003.

___. Crescimento Pentecostal no Brasil: fatores internos. Revista de Estudos da religião, 2008.

MARIANO, R. Laicidade à brasileira Católicos , pentecostais e laicos em disputa na esfera pública. Civitas: Revista de Ciências Sociais, v. 11, n. 2, p. 238–258, 16 set. 2011.

MARIANO, R.; PIERUCCI, A. O envolvimento dos pentecostais na eleição de Collor. Novos Estudos Cebrap, 1992.

MIGUEL, L. F. Capital político e carreira eleitoral: algumas variáveis na eleição para o Congresso brasileiro. Revista de Sociologia e Política, n. 20, p. 115–134, jun. 2003.

NICOLAU, J. Disciplina partidâaria e base parlamentar na câmara dos deputados no primeiro governo Fernando Henrique Cardoso (1995-1998). [s.l: s.n.].

NORRIS, P. Passages to Power: Legislative Recruitment in Advanced Democracies. Cambridge: Cambridge University Press, 1997.

___. RECRUTAMENTO POLÍTICO. Revista de Sociologia e Política, v. 21, n. 46, p. 11–32, jun. 2013.

ORO, A. P. Organização eclesial e eficácia política: o caso da Igreja Universal do Reino de Deus. Civitas, v. 3, n. 1, p. 97–109, 2003.

PERES, P.; MACHADO, A. Analisando o Recrutamento Partidário: Proposta de um modelo classificatório37o Encontro Anual da ANPOCS de 23 a 27 de Setembro. Anais...Águas de Lindóia: 2013

PERISSINOTTO, R. M.; BOLOGNESI, B. Recrutamento político no PT e no PFL paranaenses nas eleições de 2006: sugestões de pesquisa. Mediações - Revista de Ciências Sociais, v. 14, n. 1, p. 143–169, 2009.

PERISSINOTTO, R. M.; MIRÍADE, A. Caminhos para o parlamento: candidatos e eleitos nas eleições para deputado federal em 2006. Dados, v. 52, n. 2, p. 301–333, 2009.

PERISSINOTTO, R. M.; VEIGA, L. F. Profissionalização política, processo seletivo e recursos partidários: uma análise da percepção dos candidatos do PT, PMDB, PSDB e DEM nas eleições para Deputado Federal de 2010. Opinião Pública, v. 20, n. 1, p. 49–66, 2014.

PITTA, N. A. M.; ARRUDA, J. M. Composição Sociológica da Assembléia Legislativa do estado da Guanabara. Revista de Direito Público e Ciência Política, v. 9, n. 3, p. 65–81, 1966.

RODRIGUES, L. M. Partidos , Ideologia e Composição Social: Um Estudo das Bancadas Partidárias na camara dos deputados. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2009a.

___. Mudanças na classe política brasileira. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2009b.

SANTOS, F. Câmara dos Deputados e a estrutura de oportunidades políticas no Brasil: alguns apontamentos acerca das eleições de 2010. Cadernos Aslegis, n. 40, p. 109–126, 2010.

SIAVELIS, P.; MORGENSTERN, S. Pathways to power: Political recruitment and candidate selection in Latin America. University Park: Pensilvania State University Press, 2008.

SILVA JÚNIOR, J. A. DA; FIGUEIREDO FILHO, D. B. Marolas ou tsunamis?: o impacto das ondas de renovação sobre a profissionalização dos deputados federais(1999-2003). Revista de Sociologia e Política, v. 20, n. 42, p. 199–212, jun. 2012.

Publicado
2018-04-13