Revista Direitos Fundamentais & Democracia

Revista do Programa do Mestrado em Direito do UniBrasil, Direitos Fundamentais e Democracia. ISSN 1982-0496.

 

 

 

 

Notícias

 

RDFD conquista a nota máxima concedida pela CAPES: A1

 

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) da área de Direito, divulgou nesta terça feira (09), o resultado da classificação e reclassificação dos periódicos. A Revista Direitos Fundamentais e Democracia (ISSN: 1982-0496) do Programa de Mestrado em Direito do UniBrasil Centro Universitário, que se encontrava no estrato A2, foi reclassificada como A1, conquistando a nota máxima concedida pela CAPES.

Segundo a coordenação de Direito da CAPES, o procedimento de avaliação dos periódicos jurídicos nacionais iniciou-se em 11 de janeiro de 2016, quando foi aberto o prazo para o envio de pedidos de classificação/reclassificação, sendo obrigatório para os periódicos jurídicos nacionais dos estratos B3 e superiores. O prazo encerrou-se no dia  22 de fevereiro. Ao todo foram recebidos 143 pedidos, cuja avaliação foi realizada pela “Comissão Qualis”, - sistema utilizada para classificação da produção científica - , com base no atendimento às regras publicadas na página da área de Direito do site da CAPES.

Na nova classificação, apenas 12 revistas encontram-se no estrato A1. A classificação da Revista Direitos Fundamentais e Democracia entre as mais bem avaliadas mostra o reconhecimento do trabalho de excelência na qualidade do ensino realizado no Programa de Mestrado em Direito do UniBrasil.

 
Publicado: 2016-08-10
 

CHAMADA PARA PARECERISTAS AVALIADORES AD HOC

 

A RDFD convida Pesquisadores Doutores do Brasil e do exterior a atuarem como pareceristas avaliadores ad hoc do periódico (exceto de Paraná).

 
Publicado: 2015-08-18 Mais...
 
Outras notícias...

v. 21, n. 21 (2016): Edição Temática: impeachment

Sumário

Editorial

Editorial
  1-3

Impeachment e Democracia

O IMPEACHMENT COMO VOTO DESTITUINTE: O CASO DO BRASIL de 2016
Cicero Krupp da Luz, Thanus Zenun, Thanus Zenun, Thanus Zenun, Thanus Zenun, Thanus Zenun 4-27
Nos labirintos de uma arqueologia: análise crítica da configuração brasileira do processo de impeachment
Lucas Catib de Laurentiis 28-44
QUEDAS DEMOCRÁTICAS DE GOVERNO: O IMPEACHMENT NO PRESIDENCIALISMO BRASILEIRO COMPARADO AO VOTO DE DESCONFIANÇA NOS SISTEMAS PARLAMENTARISTAS
Filomeno Moraes, Luis Lima Verde Sobrinho 45-71
PRESIDENCIALISMO INEFICIENTE OU PARLAMENTARISMO DE OCASIÃO?
PAULO MARCIO CRUZ, Cesar Luiz Pasold 72-90
BAILARINAS NÃO FAZEM POLÍTICA? ANÁLISE DA VIOLÊNCIA DE GÊNERO PRESENTE NO PROCESSO DE IMPEACHMENT DE DILMA ROUSSEFF. DON’T BALLERINAS MAKE POLITICS? ANALYSIS OF GENDER VIOLENCE IN DILMA ROUSSEFF’S IMPEACHMENT PROCESS
Brunna Rabelo Santiago, Maurício Gonçalves Saliba 91-105
O IMPEACHMENT E O ACOPLAMENTO ESTRUTURAL ENTRE OS SISTEMAS POLÍTICO E JURÍDICO - THE IMPEACHMENT AND STRUCTURAL ENGAGEMENT BETWEEN THE POLITICAL AND LEGAL SYSTEMS
paulo afonso brum vaz, vinicius letti flores 106-135

Artigos

A SOBERANIA COMO AUTONOMIA CONSTITUCIONAL NO SÉCULO XXI. ANÁLISE DO IMPACTO DA CORTE CONSTITUCIONAL COLOMBIANA NA CONCRETIZAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS.
Diana Carolina Valencia Tello 136-154





Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 1982-0496

Rua Konrad Adenauer, 442, Tarumã. CEP: 82821-020 Curitiba (PR) - Fone: 55 (41) 3361-4200